Tag Archive: Brasil


AIDS não tem cura, PRECONCEITO sim!!!

Amanhã, dia 01/12, o mundo para para refletir e manifestar-se sobre uma doença que ainda não tem cura e que cada dia mais vem se alastrando.
Infelizmente as pessoas ainda não se conscientizaram de que camisinha é um acessório oficial para uma relação sexual.
Cada vez mais pessoas em especial abaixo dos 20 anos e acima dos 50 são infectadas todos os dias.
Eu espero realmente que o Brasil se torne não somente referência em atendimento e medicamentos para portadores mas principalmente em educação, consciência e respeito.
Abaixo um texto escrito pela INIGUALÁVEL Madonna referente ao tema.
“AIDS Não tem haver com ser uma celebridade,
tem haver com ser um Ser-Humano.
Tem haver com se educar sobre os fatos,
tem haver com a luta contra a ignorância.
A AIDS não se importa se você é uma pessoa comum ou uma estrela de cinema.
Mas nós é que fazemos a diferença.
Numa época de boa vontade eu apelo para você se envolver de alguma maneira.”
MADONNA

Pedro Alvarez Cabral, descobridor???

Partida e chegada numa nova terra

A frota, sob o comando de Cabral, então com 32–33 anos de idade, partiu de Lisboa em 9 de março de 1500 ao meio-dia. No diaanterior, a tripulação tinha recebido uma despedida pública que incluíra uma missa e comemorações com a presença do rei, da corte e de uma enorme multidão. Na manhã de 14 de março, a frota passou por Grã Canária, a maior das Ilhas Canárias. Em seguida, partiu rumo a Cabo Verde, uma colônia portuguesa situada na costa oeste da África, que foi alcançada em 22 de março. No dia seguinte, uma nau com 150 homens, comandada por Vasco de Ataíde, desapareceu sem deixar vestígios. A frota cruzou a Linha do Equador em 9 de abril e navegou rumo a oeste afastando-se o mais possível do continente africano, utilizando uma técnica de navegação conhecida como a volta do mar. Os marujos avistaram algas-marinhas no dia 21 de abril, o que os levou a acreditar que estavam próximos da costa. Provou-se estarem certos na tarde do dia seguinte, quarta-feira, 22 de abril de 1500, quando a frota ancorou perto do que Cabral batizou de Monte Pascoal (uma vez que aquela era a semana da Páscoa). O monte localiza-se no que hoje é a costa nordestina do Brasil.

Os portugueses detectaram a presença de habitantes na costa, e os capitães de todos os navios reuniram-se a bordo do navio de Cabral no dia 23 de abril. Cabral mandou Nicolau Coelho, capitão que havia viajado com Vasco da Gama à Índia, para desembarcar e estabelecer contato. Ele pisou na terra e trocou presentes com os indígenas. Após Coelho voltar, Cabral ordenou que a frota rumasse ao norte, onde, após 65 km de viagem, ancorou em 24 de abril no local que o capitão-mor chamou de Porto Seguro. O lugar era um porto natural, e Afonso Lopes (piloto do navio principal) trouxe dois índios a bordo para conversarem com Cabral.

Assim como no primeiro contato, o encontro foi amistoso e Cabral ofereceu presentes aos nativos. Os habitantes eram caçadores-coletores da idade da pedra, a quem os europeus atribuiriam o rótulo genérico de “índios”. Os homens coletavam alimento por meio da caça e da pesca, enquanto as mulheres se dedicavam à agricultura em pequena escala. Eles se dividiam em inúmeras tribos rivais. A tribo que Cabral encontrou foi a tupiniquim. Alguns deles eram nômades e outros sedentários — tendo conhecimento do fogo, mas não dos metais. Algumas poucas tribos praticavam o canibalismo. Em 26 de abril (domingo de Páscoa), conforme cada vez mais nativos curiosos apareciam, Cabral ordenou aos seus homens a construção de um altar em terra, onde uma missa católica foi celebrada por Henrique de Coimbra — a primeira a sê-lo no solo do que mais tarde viria a ser o Brasil.

Os dias seguintes foram gastos armazenando água, alimentos, madeira e outros suprimentos. Os portugueses também construíram uma enorme cruz de madeira — talvez com sete metros de altura. Cabral constatou que a nova terra estava a leste da linha de demarcação entre Portugal e Espanha que tinha sido estabelecida no Tratado de Tordesilhas. O território estava, portanto, dentro do hemisfério atribuído a Portugal. Para solenizar a reivindicação de Portugal sobre aquelas terras, ergueu-se a cruz de madeira e uma segunda missa foi celebrada em 1 de maio. Em honra à cruz, Cabral nomeou a terra recém-descoberta de Ilha de Vera Cruz. No dia seguinte, um navio de suprimentos sob o comando de Gaspar de Lemos ou André Gonçalves (há um conflito entre as fontes sobre quem foi enviado), retornou para Portugal para informar o rei da descoberta, por meio da carta escrita por Pero Vaz de Caminha.

Fonte: Wikipédia

http://pt.wikipedia.org/wiki/Pedro_%C3%81lvares_Cabral#Biografia

“Era Uma Vez… Dentro da Mata” (Into The Woods)

Cartaz da produção americana.

Cada vez mais os grandes musicais chegam ao nosso país e eu me sinto privilegiado em poder fazer parte da equipe de alguns deles.

A maioria já vem com um layout definido por contrato, como foi o caso de ” O Fantasma da Ópera”, outros tenho a liberdade de criar, de propor inovações e estilo. É o caso de “Hair Spray” e ”A Gaiola das Loucas” e agora, “INTO THE WOODS”.

Into the Woods é um musical com letra e música de Stephen Sondheim e livro James Lapine. Ele estreou em San Diego no Old Globe Theatre em 1986.

 Bernadette Peters atuou brilhantemente como a Feiticeira e Joanna Gleason que fez o papel da “mulher do padeiro”, trouxe aclamação para a produção durante sua temporada na Broadway.

Into the Woods ganhou vários Tony Awards, incluindo Melhor Trilha Sonora, Melhor Livro e Melhor Atriz em Musical (Joanna Gleason ), em um ano que foi dominado por O Fantasma da Ópera. O musical foi produzido muitas vezes entre 1988  a 1990  e ganhou uma turnê nacional. Ganhou também uma produção televisiva em 1991 , um concerto em 1997 no seu décimo aniversário e a produção de Los Angeles de 2002 foi remontada na Broadway. Mais tarde, foi livremente adaptado para a dança hip-hop.

Inspirado no livro Os Usos do Encantamento, o musical entrelaça as tramas de vários contos dos Irmãos Grimm. Os personagens principais são tomados a partir das histórias de CHAPEUZINHO VERMELHO, JOÃO E O PÉ DE FEIJÃO, RAPUNZEL e CINDERELA, ligados por uma história mais original que envolve um padeiro e sua esposa e sua busca para começar uma família.

Ao contrário do que muitos possam pensar,  Into the Woods, a meu ver,  não é um espetáculo para crianças.  É um espetáculo que nos faz pensar no que estamos fazendo com a nossa vida, com o nosso mundo e até mesmo com as nossas crianças em função de ganância e egoísmo.

Into the Woods  privilegia a música de Sondheim e as letras de Lapine. Contando, claro, com o trabalho dos atores que apanham para cantar as músicas com partituras nada fáceis.

Na montagem brasileira, que tem direção conjunta de Armando Bravi e Felipe Senna, alguns pontos se destacam:

Cartaz da montagem brasileira em cartaz no Teatro Brigadeiro em São Paulo.

* A ótima atuação dos atores; destaque para Bené Monteiro que faz João (de “O Pé de Feijão”) que tem um solo lindo falando da Terra dos Gigantes, “Gigantes lá no Céu”;

* Luciana Andrade, ex-integrante do grupo Rouge, que tem sua primeira experiência em musicais, como a  fugitiva Cinderela e se destaca mais ainda nas músicas “Nos Degraus Do Palácio Real” e “Ninguém Está Só”, esta última de fazer a platéia gastar lenços e lenços;

* E Arlete Salles que aparece em off fazendo a voz da Giganta.

Muitos são os pontos interessantes do espetáculo, se eu for ficar aqui inumerando….. vocês irão se cansar!!!

Todos os atores / cantores estão ótimos em seus papéis, que caíram como um luva para cada um deles. A tradução é ótima, apesar de eu achar que perdeu um pouco do sarcasmo que o texto americano tem. Mas isso é um problema que atinge a todos as versões. Seja ela em que língua for.

O importante é saber que temos artistas, atores e cantores, preparados para a maratona que estas produções exigem.

Não deixem de assistir!!!  Sigamos em”frente dentro do bosque” !!!! rs

INTO THE WOODS

Teatro Brigadeiro

Teatro Brigadeiro

Av Brigadeiro Luiz Antonio, 884 – Bela Vista – São Paulo

Telefone: 11 3107.5774

www.intothewoodsbrasil.com.br

Siga no Twitter: @intothewoods10

Chapeuzinho (Heloísa de Palma), Cinderela (Luciana Andrade), João (Bené Monteiro) e Rapunzel (Rachel Alonso).

colagem de fotos do primeiro ensaio geral.

 

Powered By Via Pixel | Theme Blog WordPress.