Latest Entries »

Qual a Melhor Sobrancelha Para Cada Formato de Rosto???

As sobrancelhas finas já foram moda nos anos 70, hoje se deve evitar ao máximo esse estilo, pois além de estar ultrapassado, ele não valoriza o rosto. Para àquelas que tem rosto redondo ou testa larga, FUJA deste formato.

A sobrancelha é a moldura do rosto. Por isso veja qual o melhor estilo para os eu e busque um bom profissional para limpá-las ou desenhá-las da forma correta.

Medida Básica Para Sobrancelha

Para se ter uma idéia do formato correto da sua sobrancelha, utilize um lápis ou uma régua. Ela deverá começar no canto externo do nariz / interno dos olhos. Canto externo da íris ou se preferir ponta do nariz e meio do olho é onde será a curvatura dela. Canto externo dos olhos é onde ela termina.

IMPORTANTE: Esta medida pode variar de pessoa para pessoa dependendo do formato de olhos. Por isso um bom profissional é importante para lhe orientar.

Para o rosto OVAL, sugiro sobrancelhas ligeiramente angulosas,levemente arqueadas.

Rosto QUADRADO, sobrancelhas angulosas ou retas, conforme a extrutura do seu rosto, com uma curva mais acentuada na ponta.

Rosto REDONDO, deve fugir das sobrancelhas finas. Elas vão dar a impressão de um rosto maior. Abuse da sobrancelhas mais grossas e bem curvadas para dar a ilusão de rosto mais longo.

Rosto TRIANGULAR, sobrancelha mais arredondada e arqueada.

Rosto LONGO, sobrancelhas mais retas, para dar a sensação de rosto levemente mais redondo.

Rosto HEXAGONAL (perdoe-me o erro no texto da imagem), sobrancelhas mais angulosas ou curvadas.

Assista a matéria, muito bem feita, pelo programa “MANHÃ MAIOR” – Rede Tv. 24/03/2011

Pauta excelente!!!!

“Parte 1”

“Parte 2”

“Parte 3”

PORTUGAL – Uma Viagem no Tempo

Sempre resisti muito em ir a Portugal, mas este dia chegou e fico me perguntando por que demorei tanto em conhecer o país que nos fez da forma que somos. Sim, porque só estando lá para entender porque o Brasil e’ como e’.

Monumento aos Descobrimentos

Lisboa e’ uma cidade encantadora, fácil de nos deslocarmos de um lado para o outro. O transporte público como em quase toda a Europa e’ impecável!!!  Ônibus, trens e metrô se interligam com uma única tarifa. Você pode comprar por uma viagem, dia e volta, por 3 horas ou com validade de 24 horas. Esta última a mais interessante para quem está fazendo turismo.  Este ticket só não vale para o ELECTRICO NUMERO 28 que atravessa a cidade e e’ uma boa forma de começar o seu tour.

PATEO RESTAURANTE - A melhor Broa com Bacalhau da cidade!!!

Como cheguei ao final do dia meu primeiro contato com a cultura local foi nada mais nada menos do que COMENDO. Aliás, prepare-se, a comida em Portugal e’ um capítulo a parte.

"Broa com Bacalhau" especialidade do PATEO RESTAURANTE. Imperdivel!!!

Meu amigo Carlos Amorim me levou ao PATEO RESTAURANTE onde provei um delicioso prato de broa com bacalhau. E’ divino!!!! E olha que eu nem sou fã de bacalhau. O restaurante não e’ um destes da moda, portanto não deixe para ir tarde. Ele fecha às 22hs.

CLUBE DO FADO - Rua Sao Joao Pacheco, 94 - Lisboa (junto a Se')

Diversos são os lugares a serem visitados em Lisboa: Torre de Belém, Centro Cultural de Belém, Museu Nacional de Arte Antiga, Museu dos Azulejos, Museu do Carmo, Museu dos Coches, Baixa Lisboa, Bairro Alto (um pelourinho misturado com os barzinhos da 13 de maio em São Paulo) com boate e gente jovem de toda a Europa. Não deixe também de ir ao CLUBE DO FADO, neste dia fomos recebidos pelo proprio Mario Pacheco, proprietario e um dos artistas mais importantes de Fado. Além da boa comida e atendimento impecável, você ainda assiste a performance de jovens cantores mostrando a música que se tornou patrimônio cultual de Portugal.

Mas devo confessar que o que mais me deixou encantado foi sem dúvida alguma o AQUARIO DE LISBOA. Depois de conhecê-lo você verá que qualquer outro aquário do mundo vira um mero “tanque”.

3 a 4 dias são suficientes para você passear por Lisboa e conhecer os principais pontos turísticos da cidade. Agora, se você quiser conhecer as cidades ao redor de Lisboa, reserve no mínimo uma semana. Sintra e’ sem dúvida a cidade mais romântica. Não deixe de conhecer o Palácio Nacional da Pena.

Batalha, Alcobaça e principalmente Óbidos são cidades que fazem você voltar no tempo e claro, estar em Portugal e não ir a FATIMA e’ um crime!!!

Portugal se mostrou muito mais interessante do que eu esperava. Não se assuste se você ouvir uma gritaria ou xingamento no trem ou no metro. São apenas portugueses conversando. Às vezes a gente se assusta com a maneira descontraída deles!!!

MAASTRICHT

 

ANDRE RIEU em frente a sua historica casa que tambem pertenceu a DARTANHAN (dos TRES MOSQUETEIROS).

Alguns dos dias que passei na Holanda, uma das cidades que conheci foi Maastrich, cidade ao sul da Holanda em que viveu e morreu Dartanhan, aquele mesmo dos “Três Mosqueteiros”, e atualmente na mesma casa vive André Rieu, o artista mais importante e influente da Holanda. Praticamente a Madonna da m’música clássica.

Centro da cidade de MAASTRICHT.

A cidade e’ um charme, tudo bem planejado e organizado, limpa, pessoas bonitas, mas não fosse o fato da minha amiga Carmen Monarcha viver lá, eu com certeza não teria ido. Não tem nada pra se fazer!!!!

O PARAISO EXISTE E FALA HOLANDÊS.

Finalmente depois de muito tempo me dei 15 dias de férias e elas começaram por uma das cidades mais encantadoras da Europa, AMSTERDAM na Holanda.

Vista de um dos encantadores canais de Amsterdam.

Gente bonita, as mulheres são verdadeiras “deusas”, povo simpático, saudável e adoram brasileiros!

Assim que cheguei ao aeroporto, segui de trem para o centro de Amsterdam. Sim, dentro do aeroporto você tem a estação de trem que te leva para diversas cidades do país. Coisa que deveríamos imitar por aqui.

Chegando a AMSTERDAM CENTRAL, deixei as malas na própria estação. O serviço de “Guarda Volumes” e’ eficiente e prático.

E’ muito fácil andar em Amsterdam. A cidade e’ plana, tem placas por todos os lados, os mapas são bem simples de serem entendidos e caso precise de informação e você não fala Holandês, não se preocupe, todos, literalmente todos, falam inglês. Agora, caso você também não fale inglês, então…… se joga na mimica!!! ehhehehe

Logo que cheguei, minha primeira parada foi parar para o almoço e não resisti fui a PANCAKES AMSTERDAM.

Pequena, simples,  atendimento impecável e as panquecas….. a salada…… a sobremesa……. Você não quer mais sair.

Os brechós são bem interessantes, tem peças ótimas a preços bem convidativos. Ali mesmo você já encontra o famoso e colorido mercado de flores.

Existem diversos lugares, cafés, praças, museus e na minha opinião a melhor forma de conhecê-los apreciando a cidade  e’ alugando uma bicicleta.

“Era Uma Vez… Dentro da Mata” (Into The Woods)

Cartaz da produção americana.

Cada vez mais os grandes musicais chegam ao nosso país e eu me sinto privilegiado em poder fazer parte da equipe de alguns deles.

A maioria já vem com um layout definido por contrato, como foi o caso de ” O Fantasma da Ópera”, outros tenho a liberdade de criar, de propor inovações e estilo. É o caso de “Hair Spray” e ”A Gaiola das Loucas” e agora, “INTO THE WOODS”.

Into the Woods é um musical com letra e música de Stephen Sondheim e livro James Lapine. Ele estreou em San Diego no Old Globe Theatre em 1986.

 Bernadette Peters atuou brilhantemente como a Feiticeira e Joanna Gleason que fez o papel da “mulher do padeiro”, trouxe aclamação para a produção durante sua temporada na Broadway.

Into the Woods ganhou vários Tony Awards, incluindo Melhor Trilha Sonora, Melhor Livro e Melhor Atriz em Musical (Joanna Gleason ), em um ano que foi dominado por O Fantasma da Ópera. O musical foi produzido muitas vezes entre 1988  a 1990  e ganhou uma turnê nacional. Ganhou também uma produção televisiva em 1991 , um concerto em 1997 no seu décimo aniversário e a produção de Los Angeles de 2002 foi remontada na Broadway. Mais tarde, foi livremente adaptado para a dança hip-hop.

Inspirado no livro Os Usos do Encantamento, o musical entrelaça as tramas de vários contos dos Irmãos Grimm. Os personagens principais são tomados a partir das histórias de CHAPEUZINHO VERMELHO, JOÃO E O PÉ DE FEIJÃO, RAPUNZEL e CINDERELA, ligados por uma história mais original que envolve um padeiro e sua esposa e sua busca para começar uma família.

Ao contrário do que muitos possam pensar,  Into the Woods, a meu ver,  não é um espetáculo para crianças.  É um espetáculo que nos faz pensar no que estamos fazendo com a nossa vida, com o nosso mundo e até mesmo com as nossas crianças em função de ganância e egoísmo.

Into the Woods  privilegia a música de Sondheim e as letras de Lapine. Contando, claro, com o trabalho dos atores que apanham para cantar as músicas com partituras nada fáceis.

Na montagem brasileira, que tem direção conjunta de Armando Bravi e Felipe Senna, alguns pontos se destacam:

Cartaz da montagem brasileira em cartaz no Teatro Brigadeiro em São Paulo.

* A ótima atuação dos atores; destaque para Bené Monteiro que faz João (de “O Pé de Feijão”) que tem um solo lindo falando da Terra dos Gigantes, “Gigantes lá no Céu”;

* Luciana Andrade, ex-integrante do grupo Rouge, que tem sua primeira experiência em musicais, como a  fugitiva Cinderela e se destaca mais ainda nas músicas “Nos Degraus Do Palácio Real” e “Ninguém Está Só”, esta última de fazer a platéia gastar lenços e lenços;

* E Arlete Salles que aparece em off fazendo a voz da Giganta.

Muitos são os pontos interessantes do espetáculo, se eu for ficar aqui inumerando….. vocês irão se cansar!!!

Todos os atores / cantores estão ótimos em seus papéis, que caíram como um luva para cada um deles. A tradução é ótima, apesar de eu achar que perdeu um pouco do sarcasmo que o texto americano tem. Mas isso é um problema que atinge a todos as versões. Seja ela em que língua for.

O importante é saber que temos artistas, atores e cantores, preparados para a maratona que estas produções exigem.

Não deixem de assistir!!!  Sigamos em”frente dentro do bosque” !!!! rs

INTO THE WOODS

Teatro Brigadeiro

Teatro Brigadeiro

Av Brigadeiro Luiz Antonio, 884 – Bela Vista – São Paulo

Telefone: 11 3107.5774

www.intothewoodsbrasil.com.br

Siga no Twitter: @intothewoods10

Chapeuzinho (Heloísa de Palma), Cinderela (Luciana Andrade), João (Bené Monteiro) e Rapunzel (Rachel Alonso).

colagem de fotos do primeiro ensaio geral.

 

ZORRO – O Musical é um prato cheio para os fãs de Gypsy Kings.

Quando o anúncio de que o musical ZORRO, montado originalmente em Londres, viria para o Brasil, fiquei enlouquecido. Mandei meu material para todos os produtores, se bobear, até o mensageiro recebeu portfólio meu! ahhah

Infelizmente, não houve contato. Mais tarde, muito tempo depois….; quer dizer, não tanto tempo depois, mas já com o espetáculo estreiado, eis que me ligam da produção precisando urgentemente de um visagista!!!!! ÊBA!!!! rs

Fico cada vez mais impressionado com a velocidade do Universo!!!!

Lá fui eu lapidar a imagem dos atores.

ZORRO – O Musical é baseado na obra de Isabel Allende,  tem 27 atores no elenco e toda a trilha é composta pelo grupo GYPSY KINGS.

A versão brasileira é dirigida por Roberto lage e conta com lutas de esgrima e coreografias flamenca que pontuam todo o espetáculo para contar a história deste personagem mascarado que se tornou um dos heróis mais importantes e porque não dizer SEXY de todos os tempos e que agora volta em uma grande produção musical.                                                 

Jarbas Homem de Melo em destaque como Zorro seguido por Cláudio Curi, Naíma, Gerson Esteves, Camila Camargo e Luís Araújo.

Sucesso em Londres e Paris, a megaprodução conta a trajetória de Diego de La Vega (Jarbas Homem de Melo, que se desdobra em cenas de flamenco, esgrima, dança e é claro, canto. E faz tudo impecavelmente), desde sua viagem à Barcelona até assumir a identidade do mascarado e misterioso Zorro. Procurado por seu amor de infância Luiza (Camila Camargo que tem sua estréia em um grande musical), Diego volta à Los Angeles para combater seu próprio irmão, Ramon (brilhantemente interpretado por Luís Araújo), que está governando o povoado com tirania.

A trilha do espetáculo é sem dúvida alguma o ponto alto! Todas as músicas foram compostas pelo famoso grupo francês Gipsy Kings, que traz também os sucessos “Djobi, Djoba”, “Bamboleo” e “Baila Me”. Dá vontade de sair dançando juntamente com o elenco. rs

Aventura, Romance, Luta e Humor, estão estampados neste espetáculo que encanta a todos.

O musical estreou originalmente em Londres “Zorro, The Musical” ficou em cartaz durante 9 meses em uma temporada de enorme sucesso que lhe rendeu 5 indicações ao prêmio britânico OLIVIER, equivalente ao americano Tony Awards, com a premiação da artista que interpretou a cigana Inês. 

Gerson Esteves como Sargento Garcia e Naíma como Inês. Excelentes atuações.

Aqui no Brasil ela é interpretada por Naíma, que já havia feito o papel da mimada e engraçada Amineris no musical “Aida”.  Já como Inês, Naíma prova que não é só dona de uma voz deslumbrante, mas é também ótima atriz, chegando a deixar a platéia sem fôlego!

ZORRO – O Musical é sem dúvida um dos melhores musicais já montados. Sem a necessidade de trocas mirabolantes de cenários ou mega efeitos pirotécnicos. Aqui o que vale é a música , o trabalho dos atores e claro, a maquiagem!

Bem, a maquiagem,….., prefiro não comentar!!!  AHHAHAH

VIVA, EL ZORRO!!!

Serviço:

Teatro das Artes – Shopping Eldorado
Avenida Rebouças, 3970 – 3º piso

Temporada: 16 de julho a 31 de outubro
Sextas e Sábados: 21h00 e Domingos: 19h00

Siga no Twitter: @zorro_omusical

FaceBook: http://www.facebook.com/group.php?gid=103542593024920&ref=search 

Site Oficial: www.zorromucial.com.br

Ficha Técnica

Direção Artística: ROBERTO LAGE
Direção Musical e Regente: THIAGO GIMENES
Concepção de Figurinos: PAULA VALÉRIA
Visagismo: ANDERSON BUENO
Concepção Cenográfica: ALBERTO CAMARERO
Ass. de Direção e Coreografias Flamencas: JARBAS HOMEM DE MELLO
Coreografias: KÁTIA BARROS
Versões Texto e Música: VITOR BEIRE
Produtor Artístico: VITOR CARDOSO
Produtora: TATHIANA SENRA

Produtor Associado: FÁBIO CARAN e MURILO ROSA
Direção de Produção: CESAR CASTANHO 
Idealizadores: CAMILA CARUSO, LEANDRO WYATT – POPCORN – AGÊNCIA DE ENTRETENIMENTO e ZORRO (LONDON) LIMITED

TAKARAZUKA – Os musicais são das Mulheres!!!

Eu sempre digo que o mundo é das mulheres!

Prova disso é a compania TAKARAZUKA no Japão.

O Takarazuka Revue começou em Takarazuka, em Hyõg no Japão, em 1913.

Takarazuka com um dos seus primeiros sucessos - PARISETE

Fundado por Kobayashi Ichizo, presidente da Hankyu Railways, que teve a brilhante idéia de aumentar as vendas dos bilhetes da  linha de trens da cidade promovendo apresentações musicais de estilo Ocidental usando apenas garotas solteiras. A companhia de teatro fez sua primeira apresentação em 1914, e em 1924 já havia se tornado popular e obteve seu próprio teatro, o Dai Gekijō. Atualmente, o Takarazuka se apresenta para cerca de 2.5 milhões de pessoas por ano.

A maior parte dos fãs é composta, claro, por mulheres. Mas eu estou aqui para fortalecer o grupo masculino.

A compania é incrível!!!! 

Parte da novidade do Takarazuka é o fato de todos os papéis serem interpretados por mulheres, baseado no modelo original do Kabuki (teatro feito apenas por homens), antes que as mulheres fossem banidas do teatro no Japão. As atrizes que interpretam homens são chamadas de otokoyaku (“papel masculino”), e as que interpretam mulheres, musumeyaku (“papel de moça” ou “papel de filha”). O figurino e o cenário costumam ser excessivamente chamativos e as performances têm um toque melodramático.

Para se tornar membro do teatro, uma garota deve passar por um treinamento de dois anos no Takarazuka Music School. Todo anos, milhares de garotas de todo o Japão disputam as 40 ou 50 vagas oferecidas. Elas estudam canto, música, dança, entre outras coisas, e obtêm um contrato de sete anos com o teatro.

A companhia é dividida em cinco trupes principais: Hana, Tsuki, Yuki, Hoshi e Sora (Flor, Lua, Neve, Estrela e Céu). Uma sexta trupe, o Senka (Especial), é formada por atrizes mais velhas que não mais fazem parte das trupes principais mas ainda desejam fazer parte do teatro e atuar de tempos em tempos. Hana e Tsuki são as trupes originais, formadas em 1921. A trupe Yuki começou em 1924. A Hoshi começou em 1931, foi desfeita em 1939, e voltou em 1948. A trupe mais nova, Sora, foi formada em 1998.

Nota sobre homens membros

Durante a época da fundação do teatro (1914) e o pós-guerra (1946), a companhia contratou homens para performances e os treinava separadamente das mulheres. No entanto, as atrizes eram contra a idéia de fazer par com homens na companhia. Assim, o grupo masculino foi dissolvido brevemente nas duas tentativas (1954 foi o último ano). Recentemente, um musical japonês chamado Takarazuka Boys foi lançado, baseando-se nesta parte da história do teatro.

As Trupes

As cinco trupes do Takarazuka Revue têm certas diferenças de estilo e material que fazem cada uma ser única.

Hanagumi (Trupe “Flor”)

A Hana é considerada a trupe que produz as melhores otokoyaku. Em 2003, três das cinco otokoyaku top stars (as principais atrizes de cada trupe) eram do Hanagumi: Haruno Sumire, Hanagumi; Asami Hikaru, Yukigumi; e Shibuki Jun, Tsukigumi. Suas performances costumam ter altos orçamentos, com cenários e figurinos chamativos, e muitas vezes derivadas de produções líricas.

Tsukigumi (Trupe “Lua”)

É famosa por lançar tops jovens (como Amami Yūki, que ainda não tinha chegado ao seu sétimo ano quando se tornou top), as atrizes dessa trupe são boas cantoras. A expressão “Departamento de Pesquisa Musical” é ocasionalmente usada em artigos sobre a trupe, focando a atenção especial do grupo para a música. Suas performances tendem a a ser dramas e musicais modernos.

Yukigumi (Trupe “Neve”)

É trupe mais “conservadora” da companhia. Sempre tendeu aos dramas tradicionais japoneses enquanto as outras trupes mantinham um estilo ocidental. No entanto, foi a primeira a performatizar Elisabeth no Japão. Atualmente, a trupe está mudando o seu estilo para algo mais parecido com as demais trupes.

Hoshigumi (Trupe “Estrela”)

Junto com o Hanagumi, é a trupe que geralmente fornece as top stars para o teatro.

Soragumi (Trupe “Céu”)

Sora, a mais nova trupe no teatro, não carrega o peso da tradição, e por isso costuma ser mais experimental. Quando foi formada, adotou talentos de todos os outros grupos. O estilo da trupe foi influenciado pelas atrizes Shizuki Asato, a primeira top do Soragumi; e por Yōka Wao e Hanafusa Mari, o “Casal de Ouro”, que encabeçaram o grupo durante seis anos. Foi a primeira trupe a apresentar Phantom (baseado no musical O Fantasma da Ópera) e a ter um compositor da Broadway (Frank Wildhorn) a compor suas partituras. Além disso, uma característica física notável no Soragumi é que a maioria das otokoyaku medem mais de 1,70m – sendo a mais notável Yuumi Hiro, a mais alta de toda a companhia desde que entrou, em 1997, com 1,79m.

Para saber mais, acesse: http://kageki.hankyu.co.jp/english/

No último dia 12 de agosto (2010) fui ministrar uma palestra de maquiagem diferente.

Uma das lojas  rede de lojas BOBSTORE, a de Santos, me convidou para fazer uma palestra de maquiagem para suas clientes no meio da loja envolto a sua coleção de Primavera / Verão 2011.

Foi uma experiência nova e muito interessante. A palestra se tornou um bate papo sobre a importância da maquiagem na nossa vida com foco na nova coleção da marca. Uma forma diferente de promover seu produto e indicar como usar os  looks com a melhor maquiagem.

Abaixo algumas fotos do trabalho.

LIBERDADE ARTÍSTICA…

Como é bom fazer o que a gente gosta!!!!

Recentemente fiz um ensaio fotográfico com meu amigo MARCO MÁXIMO e como de costume, ao final, decidi pirar. RS

Sem compromisso com estilo, prazo ou regras, fizemos um rápido ensaio com a modelo, (me perdoe, mas não me lembro o nome dela), e o mago dos pincéis digitais MÁRIO LAMONICA lapidou este trabalho. Com muito orgulho, mostro em primeiríssima mão para vocês o que virá a ser uma exposição; MITOS & LENDAS.

FADA

A fada é um ser mitológico, característico dos mitos célticos, anglo-saxões, germânicos e nórdicos.

O primeiro autor que mencionou as fadas foi Pompônio Mela, um geógrafo que viveu durante o século I d.c. As fadas também são conhecidas como sendo as fêmeas dos elfos. O termo incorporou-se a cultura ocidental a partir dos assim chamados “contos de fadas“. Nesse tipo de história, a fada é representada de forma semelhante a versão clássica dos elfos de J.R.R. Tolkien, porém apresentando “asas de libélula” as costas e utilizando-se de uma “varinha de condão” para realizar encantamentos.

 

Curso de Formação Profissional para MAQUIADORES

 

Finalmente o mercado ganha um curso de graduação profissional para maquiadores.

A Universidade Anhembi Morumbi, em São Paulo, é a primeira e única a oferecer  curso de graduação em Maquiagem Profissional. Senac e Payot que se cuidem!!!!

 

Cada vez mais o mercado exige bons profissionais não só pelo talento mas também pela capacitação. E agora, a indústria da beleza invade as universidades.

Os candidatos a maquiadores já podem se profissionalizar e garantir um diploma. A Universidade Anhembi Morumbi, em São Paulo, oferece o primeiro e único curso de graduação nessa área: Graduação Tecnológica em Maquiagem Profissional.

As primeiras escolas a oferecerem bons cursos de maquiagem foram PAYOT e SENAC. Mas a  Anhambi Morumbi traz um treinamento diferenciado e sofisticado, lá você tem a disposição modernos laboratórios equipados com tecnologia de ponta. Não deixando a desejar para nehum curso internacional , formando o aluno para entrar com o pé direito, esquerdo, mãos, pincéis e principalmente base para o mercado de trabalho.

O curso tem duração de dois anos e é dividido em disciplinas de fundamentação básica, que abordam, por exemplo, as estruturas anatômicas, o funcionamento do corpo humano e a questão da biossegurança para evitar a contaminação cruzada, disciplinas de comportamento, que abordam a ética, o bem estar, estilo e qualidade de vida e as disciplinas específicas, que abordam todas as técnicas de maquiagem.

Após a conclusão, o aluno estará apto a trabalhar em vários setores do mercado. Veja quais são eles:

- Maquiagem artística
- Maquiagem para Cinema, Televisão e Teatro
- Maquiagem para Moda, Fotografia e Passarela
- Maquiagem sofisticada: maquiagens específicas para cada evento, como por exemplo, dia da noiva, debutante, madrinha e festas.
- Bodypaiting (pinturas corporais artísticas)
- Embelezamento do olhar: design de sobrancelhas de acordo com as proporções e feições do rosto; técnicas de permanente e tintura de cílios e sobrancelhas e colocação de cílios postiços.
- Consultoria de automaquiagem
- Airbrush: mecanismo de ação e aplicabilidade dos aerógrafos

Quer saber mais??? Acesse: http://portal.anhembi.br/publique/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=2950&sid=48

Outros curso profissionalizantes:

KRIZEK : http://www.maquiagemprofissional.com.br/

SENAC: http://www.portaisdamoda.com.br/noticiaInt~id~18638~n~cursos+de+maquiagem.htm

PAYOT : http://www.caesppayot.com.br/interna.php?id=63&cat=1

Powered By Via Pixel | Theme Blog WordPress.